Arquivo

Invisíveis (2007)

Sobre o filme

Esta é uma história feita de várias histórias. Um desejo de dar voz a quem foi silenciado pela indiferença e um modesto tributo àqueles que nunca procuraram ser diferentes do que são. Representa acima de tudo a intenção de cinco influentes diretores de fazer visíveis a vida real e seus únicos protagonistas, aqueles que o mundo prefere acreditar que são invisíveis. A iniciativa encabeçada pelo ator espanhol Javier Bardem, produtor dos documentários, celebra o 20º aniversário da organização Médicos Sem Fronteiras e pretende render justiça aos esquecidos pelo mundo por governos, empresas, instituições e cidadãos. Wim Wenders, em Crimes Invisíveis, trata de casos de estupro em massa ocorridos durante a guerra civil no Congo. Em Carta a Nora, Isabel Coixet levanta a quantidade de vítimas da doença de chagas, que atinge 18 milhões de pessoas na América Latina. Já Javier Corcuera examina em A Voz das Pedras as seqüelas da violência sofrida pelos camponeses da Colômbia. Boa Noite, Ouma, de Fernando León de Aranoa, dá voz aos civis e às crianças transformadas em soldados na guerra em Uganda. E duas formas bem diferentes de uso de ingredientes farmacêuticos, na África e na França, são abordadas em O Sonho de Bianca, de Mariano Barroso.

Título original: Invisibles

Ano: 2007

Duração: 107 minutos

País: Espanha

Cor: P&B, digital

Direção: ISABEL COIXETWIM WENDERSFERNANDO LEÓN DE ARANOAJAVIER CORCUERAMARIANO BARROSO

Roteiro: Isabel Coixet, Wim Wenders, Fernando León de Aranoa, Mariano Barroso, Javier Corcuera, Elena García Quevedo

Fotografia: Emili Guirao, David Omedes, Jordi Abusada, Alberto Venzago

Produtor: Javier Bardem